Central de Informações
(53) 21288269
nada encontrado

Os dilemas de quem já está no mercado de trabalho e ainda não tem uma graduação

Estar no mercado de trabalho sem ter passado pela universidade pode trazer a sensação de que há algo faltando na sua trajetória e, muitas vezes, isso gera um impacto que talvez não tenha sido mensurado antes. Se você está nessa situação continue lendo este post e veja que não está sozinho!

Não poder trabalhar na área que gosta

engenharia-faculdade-estudar-ucpel
Foto: Divulgação

Trabalhar em algo que se gosta é uma das receitas para uma vida mais leve. É uma forma de se sentir produzindo e investindo o seu tempo não só em algo que traz retorno financeiro, mas em algo que traz satisfação pessoal. A universidade é o caminho para que você possa aprofundar seus conhecimentos na área escolhida, vivenciar a profissão e começar a construir o seu currículo, o que pode levar você à mudança de carreira esperada.

Perder a chance de ser promovido

estudar-universidade-mercado-de-trabalho
Foto: Pexels

Na competição do mercado de trabalho o seu diploma pode fazer a diferença. Por mais conhecimento que o profissional tenha em determinada área, as chances de ser promovido sem ter um diploma são bem mais remotas.

A habilidade com números e com a organização financeira levaram a estudante Daniela Silveira ao curso técnico de Contabilidade. Alguns anos depois, por exemplo, ela decidiu partir para o curso superior de Ciências Contábeis para aumentar as oportunidades no mercado de trabalho.

 “Tenho que me dividir entre estágio, estudo e meu filho de nove anos. Minha família sempre foi muito humilde. Penso muito nele e por isso decidi fazer um curso superior”.

Não ter perspectivas de melhorar de salário

salario-curso-graduacao-mercado-de-trabalho
Foto: Divulgação

 

Um currículo atualizado, mostrando que o profissional está sempre na busca por aprimoramento, é uma das formas de chamar a atenção dos recrutadores. Consequentemente, você pode ampliar as chances de escolher a empresa onde vai trabalhar e negociar o seu salário.

Ter receio de não conseguir conciliar trabalho e estudo

trabalhar-estudar-universidade
Foto: Pexels

Trabalhar e estudar não é tarefa simples, mas é a realidade da vida adulta e de muitas pessoas que ingressam na universidade, principalmente em cursos noturnos. Se você é uma delas, não deixe de ler o e-book da UCPel que dá dicas de como conciliar trabalho e estudo.

Ter medo de não conseguir custear a Universidade

mercado de trabalho-ucpel-financiamento-universidade
Estudante de Engenharia Elétrica, Júlio Pereira.

Existem bolsas de estudo como o Prouni do Governo Federal e outras formas de buscar auxílio para pagar mensalidades, como o programa de financiamento estudantil da Fundação Dom Antônio Zattera, mantenedora da UCPel. Estudar com uma contrapartida financeira foi, por exemplo, a alternativa encontrada pelo estudante de Engenharia Elétrica, Júlio Pereira, para fazer um curso superior. Ele, que trabalha como garçom, possui bolsa de 100% pelo Prouni.

“A rotina de trabalhar e estudar é difícil, mas percebi que é necessário. Qualquer cargo onde você possa ter uma promoção ou até mesmo algum concurso, os salários melhores são para quem tem curso superior”.

Como não existe hora nem idade para voltar a estudar, não deixe de ler também: 5 motivos que farão você querer voltar a estudar agora mesmo

Comenta aí

© Copyright 2017 Blog da UCPel